ÁREA DE MEMBROS

@coitenews.com.br

×

Com aumento de casos, Governo do Estado amplia 150 leitos de UTI Covid na Capital

O Secretário Estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, anunciou na manhã desta segunda-feira (7) novas medidas do Governo do Estado para o enfrentamento da COVID19. Somente na capital baiana, um total de 150 leitos de UTI serão abertos nos hospitais, ao lado da ampliação de testagem e instituição de protocolos de segurança para o verão em todo o estado.

“O Governador Rui Costa autorizou a Sesab a reabrir leitos que haviam sido desativados temporariamente em unidades da capital e do interior, assim como a ampliar os leitos do Hospital Espanhol para a capacidade máxima” afirmou o Secretário.

Os leitos de UTI serão abertos nos hospitais Espanhol (80), Ernesto Simões (30) e Couto Maia (20) e atenderão pacientes da capital e do interior através do sistema de regulação. Além dos leitos da capital, a Sesab abriu leitos em Porto Seguro (10), Juazeiro (10) e Feira de Santana (20).

“Ao longo das últimas semanas tem sido possível notar o aumento consistente no número de casos novos da Covid-19 no território estadual, com consequente elevação nas taxas de ocupação hospitalar para além do considerado seguro” afirmou Vilas-Boas.

Outras medidas também foram anunciadas pelo Secretário e visam ampliar o diagnóstico através da testagem RTPCR em massa da população. Kits de coleta estão sendo distribuídos para todos os municípios fazerem busca ativa através do mapeamento de contactantes próximos de pessoas infectadas. O LACEN recebeu um novo robô de extração de RNA e outros equipamentos que serão instalados a partir de amanhã (8) e ampliarão a capacidade de processamento de amostras em mais de 1.000 testes/ dia, saindo dos atuais 4.500 exames para mais de seis mil.

Outra medida anunciada foi a divulgação pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES) da Sesab de protocolos sanitários para o verão. Considerando que o verão é uma estação de elevado turismo na Bahia, período em que o estado recebe grande contingente de pessoas de outras regiões do país, o que representa um risco potencial de piora no cenário epidemiológico, faz-se necessárias recomendações de segurança e adesão a medidas preventivas por toda população no território estadual. Dentre as recomendações, encontra-se a proibição de shows e música ao vivo, a restrição ao acesso de ônibus de turismo às praias, a delimitação dos espaços públicos ocupados por bares e restaurantes e o estímulo para ocupação de áreas ao ar livre, em detrimento de salões fechados.